Home

Topografia Computadorizada da Córnea

Exames Oftalmológicos Topografia Computadorizada da Córnea
Topografia Computadorizada da Córnea

Topografia Computadorizada da Córnea

A Topografia Computadorizada da Córnea analisa a curvatura da córnea em toda a sua extensão desde o seu centro até a sua periferia e avalia as alterações de sua superfície como a regularidade e a simetria, permitindo identificar astigmatismos e outras irregularidades na córnea, como o ceratocone.

Também chamada de ceratoscopia computadorizada, esse exame oftalmológico é indicado também em pré e pós-operatórios de cirurgias refrativas, cirurgia de catarata, transplante de córnea, e na adaptação de lentes de contato.

Um computador recolhe as medições de posição e altura de vários milhares de pontos em toda a superfície da córnea e efetua a análise necessária. A topografia da córnea pode ser representada em forma de gráficos coloridos (veja fotos superiores), permitindo assim uma leitura mais simplificada.

As curvaturas da superfície anterior e posterior da córnea podem ser expressas como raios de curvatura em milímetros ou em termos clínicos mais frequentemente em dioptrias ceratométricas.

Uma vez que a córnea é normalmente responsável por cerca de 70% do poder de refração do olho, a sua topografia é de importância fundamental na avaliação e diagnóstico de diversas doenças dos olhos ou em avaliações pré-operatórias em algumas cirurgias.

Como funciona o exame?

A topografia corneana é um exame indolor (não existe dor) com um tempo de execução de aproximadamente 5 minutos, não necessitando de qualquer preparação prévia. O paciente deve estar sem lentes de contacto, cujo uso deve ser suspenso nos cinco dias imediatamente anteriores à execução do exame, devendo apresentar-se com óculos.

O doente deve fixar o olhar no ponto determinado pelo médico ou técnico de oftalmologia. De seguida, a sonda efetua as medidas que são processadas pelo computador. Para a execução da topografia corneana não é necessário dilatar a pupila.

O resultado do exame da topografia corneana é conhecido de imediato através das imagens construídas pelos meios computacionais associados ao exame. A interpretação do exame deve ser efetuada pelo médico oftalmologista, levando em consideração a história clínica do doente, outros exames auxiliares de diagnóstico, etc.

Quais são sua indicações?

A topografia corneana é um exame essencial nos doentes propostos para realizar cirurgia refrativa (antes e após a operação). A cirurgia refrativa LASIK, PRK ou outras, permitem corrigir os erros refrativos (miopia, hipermetropia ou astigmatismo). Assim, é muito importante conhecer a topografia da córnea antes da cirurgia.

A topografia da córnea também é um exame oftalmológico muito usado no diagnóstico e avaliação da eficácia dos tratamentos no ceratocone e de outras distrofias da córnea. A topografia é frequentemente utilizada no rastreio de suspeitos de ceratocone, pois muitas vezes, estes pacientes não demonstram qualquer tipo de problema no exame na lâmpada de fenda.

Algumas patologias que afetem a córnea, como o pterígio, úlceras da córnea, entre outras podem causar alterações na estrutura da córnea, sendo importante o recurso à topografia corneana nestes casos.

A cirurgia de catarata e o transplante de córnea são outros exemplos de procedimentos cirúrgicos em que a topografia corneana pode ser utilizada.

Para além das indicações apresentadas, a topografia da córnea pode ser realizada em muitas outras doenças dos olhos ou sempre que o médico oftalmologista suspeite de algumas delas.